Arquivo da categoria: Sem categoria

O ar seco pode proporcionar uma série de problemas de saúde. Entenda se o ar condicionado contribui para a baixa umidade e como evitar essa situação

Evite o ar seco dentro do imóvel com a manutenção do ar condicionado

Com o passar dos anos, o ar condicionado deixou de ser um item de luxo e passou a ser o desejo de muitos brasileiros. Não dá para negar que esse aparelho traz diversas vantagens ao dia a dia das pessoas. 

Especialmente, no verão, quando o calor não dá trégua. Entretanto, muito se fala sobre o ar condicionado. Diariamente encontramos diversos mitos e verdades sobre o assunto. 

O que confunde muitas pessoas que querem comprar esse aparelho, mas não sabem se é uma boa ideia ou não.  Uma das perguntas mais frequentes sobre o tema é se o ar condicionado faz mal à saúde. 

Em especial, sempre escutamos a seguinte questão: o ar condicionado resseca o ar? Essa é uma pergunta importante, dado que o ar seco causa ou agrava  diversos problemas de saúde nas pessoas.

Em nosso organismo, o ar seco pode ser bastante perigoso. Isso porque, essa característica contribui para o ressecamento das mucosas das vias aéreas, o que facilita o surgimento de alergias, bronquite, asma, gripes e resfriados.

Além da desidratação, que também pode ser desencadeada pelo clima seco. Condição ainda que pode levar à irritação nos olhos e garganta, além de ressecamento da pele e dermatites.

Dessa maneira, essa preocupação é pertinente. Ao investir nesse aparelho, desejamos que seja um avanço na nossa qualidade de vida e não um problema, concorda?

Por isso, vamos solucionar essa dúvida de uma vez por todas. A seguir entenda se o ar condicionado resseca ou não o ar interno de um ambiente.

Afinal, o ar fica mais seco com o uso contínuo do ar condicionado? 

Sim, o ar condicionado – dependendo da marca e qualidade do aparelho – pode sim ressecar o ar. Isso porque, no processo de climatização, a máquina “suga” o ar do ambiente e sua umidade, o filtra e devolve ao ambiente. 

É comum que esses aparelhos soltem água também, mas ainda sim não é o suficiente para tornar o ar mais úmido e agradável. Isso não quer dizer que você não deve comprar um ar condicionado de jeito nenhum. 

Esse aparelho traz uma série de benefícios, como a climatização do local, ambiente fresquinho, o impedimento que ácaros e fungos se desenvolverem, afastamento de pernilongos e insetos, além de todos os efeitos positivos no bem-estar das pessoas. 

Com alguns cuidados, é possível evitar que o ar fique seco e ainda ter as vantagens do ar condicionado. Entenda como! 

Como evitar o ressecamento do ar pelo ar condicionado?

Uma série de bons hábitos conseguem melhorar o desempenho do aparelho e torná-lo ainda mais benéfico para as pessoas. Os cuidados são chamados de manutenção preventiva de ar condicionado

Esse conjunto de soluções visa pequenos reparos periódicos para evitar que problemas maiores aconteçam futuramente com o aparelho, como vazamentos, mau cheiro, entre outros.

Uma dessas soluções é a higienização de ar condicionado, processo responsável por eliminar fungos e bactérias que podem ficar presos no interior do aparelho e mantê-lo funcionando bem sem representar risco à saúde humana.

Com essas manutenções, o aparelho não precisa fazer mais força para funcionar. Isso significa que não precisará retirar tanto a umidade do ambiente para climatizá-lo e deixá-lo friozinho. 

Além de consumir menos energia e não forçar as pessoas – reduzindo os riscos de danos maiores. Então, ao comprar um ar condicionado, tenha em mente que esses cuidados são necessários para ser algo realmente benéfico. 

No final das contas, vale a pena ter alguns cuidados específicos, mas estar sempre em um ambiente agradável e fresquinho. 

Como fazer manutenção preventiva?

Encontre empresas especializadas em manutenção de ar condicionado na sua cidade. O Grupo Clima conta com equipes altamente treinadas e capacitadas para garantir o bom funcionamento do aparelho. 

Empresas como a nossa, encontrarão as medidas mais apropriadas para cada caso e vão executá-las da melhor maneira possível, garantindo o bom funcionamento da máquina, sem prejudicar a umidade do ar com tanta intensidade. 

Outros cuidados para tornar o ar mais úmido

Além da manutenção preventiva do ar condicionado, existem outras soluções que também ajudam nessa questão. Uma não substitui a outra, combinado? A manutenção é extremamente importante e não pode ser deixada de lado. 

Uma dica: deixe uma fresta pequena dos vidros ou portas abertas, apenas para que o ar circule melhor. Não é recomendável deixar o aparelho perto das saídas de ar, dado que sua eficiência diminui.

Nossa sugestão é deixar pequenos espaços abertos para que o ar interno e externo circule, mantendo a umidade do local um pouco mais alta. A temperatura ideal para deixar no ar condicionado é entre 20 e 25°.

Mudanças bruscas de temperatura ou o frio exagerado, podem causar a sensação de ar mais seco. Então, cuidado! Se hidrate, tome bastante água e se precisar, compre um umidificador.

Com esses cuidados, o ar condicionado será muito mais benéfico do que imaginam. Não precisará escolher entre ambiente fresquinho e saúde respiratória. Poderá ter os dois!

Toda empresa que tenha aparelhos de ar condicionado em ambientes internos precisa se atentar com a higienização do aparelho. Entenda os riscos!

Toda empresa deve fazer a higienização dos aparelhos de ar condicionado: entenda o motivo!

A grande maioria das empresas atualmente usam aparelhos de ar condicionado. De verdade, é um equipamento que traz muitos benefícios para as pessoas, principalmente nos dias quentes. 

A climatização causada pelo ar condicionado é capaz de trazer mais qualidade de vida às pessoas, melhorar a produtividade dos funcionários e a convivência entre equipes – você sabia que lugares quentes, por exemplo, causam conflitos internos?

Pois saiba que é verdade. O calor provoca estresse, irritabilidade e falta de concentração. O que pode causar alguns conflitos durante as rotinas de trabalho. Embora os benefícios sejam notórios, o mesmo aparelho que garante bem-estar, pode também ser a causa de problemas de saúde nas pessoas. 

Caso o ar condicionado não seja higienizado com frequência, as bactérias, fungos, vírus e qualquer outra substância maléfica para a saúde ficam presas dentro da máquina. Quando há o acúmulo, eventualmente, essas partículas são liberadas para o ambiente.

Isso significa que  pessoas que estão no local estarão expostas a diversas doenças, bactérias e fungos a todo momento, enquanto respiram. O resultado é claro: a saúde respiratória, em especial, é afetada. 

Quando isso acontece e diversos funcionários ficam doentes dentro das empresas por problemas na qualidade do ar, a situação é chamada de edifício doente – uma condição grave que pode acontecer principalmente dentro das empresas. 

Afinal, o número de pessoas no ambiente costumam ser maiores, o aparelho está sempre ligado e a manutenção desses equipamentos pode ser negligenciada. Mas fique atento, deixar de higienizar o ar condicionado em empresas é contra a lei. 

Entenda a seguir os riscos de não higienizar esse aparelho dentro das organizações, o que é síndrome do edifício doente e como fazer as manutenções necessárias para que o aparelho seja uma solução e não um problema. 

O que é a síndrome do edifício doente? Como o ar condicionado contribui para a baixa qualidade do ar?

Um edifício é considerado doente quando 20% dos seus ocupantes apresentam algum tipo de doença desencadeada no local. Pode acontecer em todo e qualquer ambiente fechado, como escritórios, apartamentos, consultórios. 

Inclusive, essa síndrome foi reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 1982, após a confirmação de que mais de 100 pessoas foram infectadas e 34 pessoas morreram pela  bactéria denominada Legionella pneumophila. 

O agravante foi que essa contaminação em massa aconteceu pelo ar interno de um hotel. Isso revela: ambientes fechados são extremamente perigosos em situações como essa. 

O edifício doente é propício a acontecer principalmente em empresas e escritórios, nos quais permanecem fechados com uma grande circulação de pessoas. O ar condicionado surgiu como uma solução para esse e outros problemas. 

Esse aparelho faz a circulação constante e filtra o ar antes de devolvê-lo ao ambiente. Tornando a qualidade do ar interna maior e evitando problemas de saúde nas pessoas, certo?

Errado! Esse aparelho só é benéfico quando usado corretamente. Para isso, fazer manutenção preventiva e corretiva, além da higienização de ar condicionado constante é fundamental. 

Caso contrário, haverá a propagação de doenças na empresa, com risco de atingir tantas pessoas para ser considerado uma síndrome do edifício doente.

Como evitar problemas de saúde com o uso do ar condicionado

É simples! As manutenções são necessárias não apenas para consertar alguma peça. Manutenção preventiva é uma série de cuidados periódicos para que o ar condicionado permaneça funcionando bem por mais tempo.

Ainda evita danos mais sérios – e custosos para serem consertados. Dentro desses cuidados está a higienização e limpeza de ar condicionado. Esse serviço é um dos mais importantes e necessários, como vimos nos tópicos anteriores. 

Como fazer? Superficialmente, um pano úmido basta para limpar o aparelho. Mas, quando a circulação de pessoas é grande, como nas empresas, o ideal é a contratação de profissionais especializados nesse processo.

Isso porque, será preciso limpar o ar condicionado, especialmente, o filtro – no qual acumula muita sujeira, bactérias e fungos. Para evitar danos e instalação dessas peças de forma equivocada, os profissionais são a melhor opção. 

Agora, fazer esses procedimentos nos aparelhos de ar condicionado dentro das empresas é lei. 

De acordo com o Art. 1º da LEI Nº 13.589, DE 4 DE JANEIRO DE 2018 “Todos os edifícios de uso público e coletivo que possuem ambientes de ar interior climatizado artificialmente devem dispor de um Plano de Manutenção, Operação e Controle – PMOC dos respectivos sistemas de climatização, visando à eliminação ou minimização de riscos potenciais à saúde dos ocupantes.”

Como seguir o plano de manutenção de ar condicionado

As empresas precisam ficar atentas ao funcionamento do ar condicionado. Não apenas por estar na lei, mas também para zelar pela saúde de seus funcionários. 

Para manter o aparelho sempre funcionando bem e higienizado é recomendado que as empresas façam contratos de manutenção preventiva de ar condicionado. No Grupo Clima, esse contrato se dá por uma série de soluções anuais, trimestrais e mensais. 

Além de garantir o pleno funcionamento da máquina, ainda consegue mantê-la sempre higienizada e segura para a saúde humana. Para contratar contratos como esse ou apenas serviços de higienização esporádicos, conte com empresas especializadas, assim terá a certeza de que a saúde das pessoas é uma prioridade para a organização. 

Por que o Grupo Clima

Ficou claro a importância de zelar pela limpeza do ar condicionado e outras medidas de manutenção preventiva? O ideal é realizar esses serviços periodicamente. A quantidade de funcionários e metragem do ambiente podem interferir na quantidade de higienizações é preciso por ano. 

A equipe do Grupo Clima é extremamente qualificada e competente para ajudar as empresas a manterem o ambiente com ar puro e de qualidade para as pessoas. 

Além do atendimento personalizado, nossos profissionais técnicos fazem serviços extremamente qualificados e seguros. Com a confiança que toda organização precisa! 

Local de instalação do ar-condicionado é essencial para o bom funcionamento

Local de instalação do ar-condicionado é essencial para o bom funcionamento

Pode parecer bobagem, mas uma das principais causas de mau funcionamento do ar-condicionado é a instalação feita em local errado e/ou inadequado.

Às vezes, quando a instalação de ar condicionado é feita por um profissional inexperiente, busca-se um local em que, esteticamente, fique mais bonito — a gosto do cliente –, mas, assim, o funcionamento acaba sendo prejudicado e, no futuro, haverá problemas, necessitará de manutenção frequentemente e o aparelho pode até deixar de funcionar.

Para explicar a necessidade de instalação em ambiente adequado, é necessário ter em mente que o aparelho de ar-condicionado é composto por duas partes principais: evaporadora, que é a unidade interna, e condensadora, que é a unidade externa. Ou seja, ambas devem estar em locais que sejam apropriados para a função que desempenham no aparelho. Vale lembrar também que o ar-condicionado não deve ter interferência sobre outras instalações do imóvel, como as hidráulicas, elétricas e gás.

Evaporadora

Como explicado anteriormente, a evaporadora é a unidade interna, que fica pra dentro do imóvel, e, por isso, deve ser instalada em algum local que seja de fácil acesso para manutenção e limpeza do aparelho. Além disso, é preciso ter atenção e verificar se a saída de ar não está impedida. É desejável que seja um local com boa ventilação e bastante fresco.

Condensadora

A condensadora, como também já vimos, é a unidade externa. Assim como a evaporadora, ela também precisa estar em locais com boa ventilação. É preciso optar por um lugar aberto — nada de ambiente fechado, como área de serviço, por exemplo — e ficar atento especialmente a um ponto: se não há nenhum tipo de bloqueio frontal.

Ponto em comum

As duas partes do aparelho, evaporadora e condensadora, podem, para o bom funcionamento, que a instalação seja feita em lugares que sejam frescos e com boa ventilação. Esse é, portanto, o ponto principal na hora de escolher o lugar da instalação do seu ar-condicionado. Também vale ficar de olho, como já dissemos, se não prejudica outras instalações do imóvel, como as hidráulicas, elétricas e gás.

Outros erros

A escolha do local também pode influenciar em um mau funcionamento do compressor, que é responsável pela troca de ar no aparelho. Quando está em local apertado, não há área suficiente para que a troca seja feita — isso pode danificar o ar-condicionado.

Outro erro comum é a má instalação dos drenos, que são peças fundamentais para melhorar a umidade do ar, e pode causar infiltrações em tetos ou paredes, por exemplo.

Também não é incomum que a instalação errada permita que o gás refrigerante fique vazando. Ele é o fluido responsável por auxiliar o processo de climatização. Quando vaza, o funcionamento é prejudicado e a climatização falha.

Instalação ideal é com Grupo Clima

Para que sua instalação de ar condicionado seja feita no local adequado e que o aparelho funcione perfeitamente e com segurança, é importante contar com a experiência da equipe da Grupo Clima, empresa que é especialista em infraestrutura, instalação, limpeza e manutenção de ar-condicionado.

Todos os profissionais do Grupo Clima são extremamente capacitados, especializados e com vasto conhecimento dentro do segmento. A equipe é treinada para atuar conforme as leis e normas técnicas vigentes, assegurando, assim, proteção do meio ambiente, ar puro de qualidade e não comprometendo a saúde dos nossos clientes.

O Grupo Clima trabalha com todos modelos de ar-condicionado, como Ar-condicionado Split, Ar-condicionado Piso Teto, Ar-condicionado Cassete, Ar-condicionado Janela, Ar-condicionado portátil, Ar-condicionado Self-Cotained, Ar-condicionado Splitão e Sistemas VRV – VRF. 

Portanto, ao adquirir um aparelho de ar-condicionado, saiba que, para instalação, limpeza e manutenção, você pode confiar e contar com o Grupo Clima.

Contrato de manutenção de ar condicionado é importante

Três motivos para sua empresa ter um contrato de manutenção de ar condicionado

O uso do ar condicionado dentro de empresas é muito comum. Afinal, trabalhar em um ambiente climatizado e com ar puro é sinônimo de qualidade de vida, aumento de produtividade e maior conforto térmico. 

Esses fatores impactam diretamente na qualidade do clima organizacional e rendimento das equipes. Ambientes muito quentes ou frios, por exemplo, proporcionam estresse, irritabilidade, queda no desempenho e outros problemas. 

Portanto, a maioria das empresas contam com aparelhos de ar condicionado atualmente. Entretanto, a verdade é que este equipamento não é eletrodoméstico qualquer, como microondas e computadores. 

O ar condicionado precisa de cuidados especiais frequentemente. Culturalmente, sabemos que as empresas não fazem a manutenção periódica desse aparelho a não ser quando começa a apresentar vazamento, mau cheiro, peças danificadas e outras falhas. 

Deixar de prevenir danos no ar condicionado é um erro para o bolso, saúde das pessoas e é contra a lei. Você sabia disso?

Segundo o Art. 1º  da LEI Nº 13.589, DE 4 DE JANEIRO DE 2018 “Todos os edifícios de uso público e coletivo que possuem ambientes de ar interior climatizado artificialmente devem dispor de um Plano de Manutenção, Operação e Controle – PMOC dos respectivos sistemas de climatização, visando à eliminação ou minimização de riscos potenciais à saúde dos ocupantes.”

Muitos não sabem, mas sem as manutenções necessárias o ar condicionado pode ser perigoso à saúde. Desta forma, essa lei foi sancionada visando a qualidade do ar em ambientes internos, como as empresas – seja qual for o segmento. 

Mas, como essa manutenção é feita? A melhor opção é ter um contrato de manutenção de ar condicionado com o Grupo Clima. Não se preocupe, explicaremos o que são esses cuidados e alguns motivos para tê-los constantemente com os aparelhos da sua empresa. 

Priorize a saúde e bem-estar das pessoas que trabalham na sua empresa. Acompanhe!

O que um contrato de manutenção de ar condicionado cobre?

Um contrato de manutenção de ar condicionado visa uma série de pequenos reparos e higienização frequentes para manter o aparelho funcionando bem por mais tempo, evitar danos maiores e garantir a segurança das pessoas que o usufruem diariamente.

Esses reparos são chamados de manutenção preventiva de ar condicionado. Como o próprio nome indica, o seu objetivo é evitar futuros grandes problemas, como vazamentos, quebra de peças e panes em geral, mau cheiro, queda de rendimento, entre outros.

Algumas medidas da manutenção preventiva: higienização do filtro, limpeza de todas as peças, verificação do dreno da bandeja de condensação e da regulagem do termostato de controle de temperatura ambiente, o reaperto dos terminais, parafusos e molas,  estado das serpentinas.

São diversas soluções, mas cada uma deve ser feita com periodicidade diferentes. Algumas precisam ser feitas mensalmente, outras uma vez ao ano, por exemplo. 

Esse é um dos grandes benefícios de ter um contrato de manutenção: não precisa se preocupar em quando e como fazer esses reparos. Com o Grupo Clima, um funcionário irá até a empresa fazer os reparos necessários periodicamente, como descrito na contratação. 

Além de que é muito mais barato contratar todo o serviço de manutenção anual do que ir pagando cada atividade separadamente todos os meses – é muito trabalhoso! Confira a seguir, os reparos que geralmente são feitos nestes contratos de manutenção preventiva de ar condicionado

Medidas da manutenção preventiva de ar condicionado pré estabelecidas no contrato

Para ficar claro a importância e necessidade do contrato de manutenção, é preciso entender quais os reparos estão inclusos neste serviço. A rotina de atendimento dos profissionais será dividida em mensais, trimestrais e anuais. 

Vale ressaltar que com este contrato, as empresas têm direito ao pronto atendimento em casos de falhas. Isso é: caso algum dano aconteça repentinamente, terá profissionais à disposição para consertá-lo o mais rápido possível. 

Outro grande benefício! Então, 3 motivos para sua empresa contratar este serviço agora mesmo: pronto atendimento, economia para a organização e garantia da saúde respiratória das pessoas – limpar a máquina, por exemplo, elimina fungos e bactérias prejudiciais que se instalam no ar condicionado e são jogados no ar. 

Agora sim, vamos à rotina de atividades que terá ao contratar o Grupo Clima para realizar manutenções preventivas e corretivas nos aparelhos de ar condicionado do seu negócio.

Rotina de manutenções de ar condicionado 

A rotina mensal inclui verificar se há ruídos e vibrações anormais, analisar o funcionamento dos filtros de ar e efetuar limpeza – medida extremamente necessária para garantir a saúde das pessoas. 

Além de verificar se o dreno da bandeja de condensação está funcionando perfeitamente, assim como a distribuição correta do ar. Caso algo esteja errado, o reparo será feito imediatamente. 

O profissional também vai conferir a regulagem do termostato de controle de temperatura ambiente. Já na rotina trimestral, haverá a verificação das buchas e rolamentos, da pressão de alta e de baixa e do estado das serpentinas. 

Também é feito a análise dos cabos elétricos, se todos estão funcionando perfeitamente ou há algum problema maior à vista. Por fim, a rotina anual é ainda mais detalhada: 

Será feita a limpeza do ar condicionado, da unidade condensadora e da evaporadora e a eliminação dos pontos de ferrugem. Os profissionais também farão o reaperto dos parafusos de mancais, suportes, terminais, parafusos e molas.

Por que o Grupo Clima

Essas medidas parecem simples. A realidade é que estes serviços precisam ser feitos por profissionais experientes e qualificados. Os aparelhos de ar condicionado não são equipamentos comuns, lembra?

São muitas peças importantes e para consertá-las ou limpá-las é preciso de técnicas corretas. Caso contrário, ao invés de ajudar, estará prejudicando o funcionamento da máquina. 

Desta forma, uma equipe extremamente qualificada como a do Grupo Clima é essencial para o pleno cumprimento destes contratos de manutenção preventiva de ar condicionado.

Entre em contato!

Manutenção preventiva de ar condicionado no inverno é importante!

Fazer limpeza e manutenção de ar condicionado no inverno é necessário?

Você sabia que grande parte das falhas no ar condicionado são causadas pela falta de manutenção durante o inverno? É verdade, muitas pessoas acreditam que, por este aparelho ficar bastante tempo desligado no frio, ele não precisa de cuidados.

O que é um grande erro. Fazer manutenções preventivas regularmente mesmo no inverno ou outono, é importante para mantê-lo funcionando bem, evitar doenças respiratórias, assim como maiores transtornos quando os dias quentes chegarem.

Ou seja, independentemente da estação, é necessário ter alguns cuidados com esta máquina. O que muda de acordo com o clima é a frequência das manutenções.

No frio, é recomendado fazer uma manutenção no ar condicionado pelo menos a cada 2 meses. Alguns cuidados são mais simples que outros e podem ser feitos pelo proprietário do aparelho. Então, não deixe esses passos de lado!

Não se arrependerá de manter esses cuidados quando o calor chegar e sua máquina estiver funcionando perfeitamente. Como veremos, no verão, após meses do aparelho desligado, muitas pessoas têm uma surpresa negativa: o ar condicionado não está funcionando.

Até resolver esse problema, já passou dias sentindo muito calor, dormindo mal durante a noite ou até mesmo sendo prejudicado no trabalho pelo clima. Mas este não é nem de perto o maior problema da falta de manutenção no inverno.

Embora  já seja um grande motivo para manter os cuidados nesta época do ano, não é o maior problema para você, sua família e as pessoas que se importa. Entenda a seguir, os riscos de deixar a manutenção preventiva de ar condicionado de lado no inverno.

Acompanhe e descubra como fazer este procedimento de forma segura, rápida e sem gastar muito.

Quais os riscos de não fazer a manutenção preventiva no ar condicionado no inverno?

Abordaremos dois principais pontos neste tópico: saúde humana e custos financeiros com o aparelho. A falta da manutenção preventiva pode afetar diretamente estes dois pontos da vida das pessoas.

Mas, afinal, o que seria essa manutenção no inverno? A manutenção preventiva se dá por um conjunto de soluções que visam minimizar as falhas deste aparelho para mantê-lo sempre funcionando bem. Além da limpeza interna, se dá como uma revisão.

Um ótimo exemplo para identificar a importância deste cuidado é pensando nos veículos. Um carro precisa de revisões e manutenções regulares, não é verdade? Isso evita surpresas desagradáveis, falhas maiores e mais gastos com consertos trabalhosos.

Se ficar muito tempo parado, sem cuidados, um carro pode sofrer impactos negativos também. Tudo isso também se aplica ao ar condicionado. Este aparelho precisa de revisões periódicas para identificar possíveis falhas.

A manutenção preventiva se dá pela limpeza do ar condicionado e da mangueira de drenagem, revisão dos contatos dos cabos elétricos no compressor e do sensor de temperatura (caso exista), verificação do funcionamento de cada peça, entre outras medidas.

Garante que esteja tudo funcionando bem, consequentemente, prolonga a vida útil do ar condicionado e evita maiores transtornos. Não fazer este procedimento, coloca as pessoas em risco, incluindo você. Entenda.

Falta de limpeza do ar condicionado prejudica a saúde das pessoas

O primeiro risco – talvez o mais importante – é o ocasionamento de doenças respiratórias nas pessoas. Mesmo desligado, este aparelho acumula fungos, ácaros, bactérias, vírus, mofo e outros microrganismos ruins no filtro e em outras peças.

Este acúmulo pode causar ou agravar asma alérgica, ocasionar  rinite alérgica, infecções, sinusite fúngica, aspergilose broncopulmonar alérgica, micose broncopulmonar alérgica, alergias, entre outras doenças respiratórias.

Então, não limpar o ar condicionado com frequência pode ser perigoso, dado que todos estes microrganismos ruins estarão a metros de distância de você e de outras pessoas.  Quando ligar a máquina, esse perigo aumenta.

Tudo isso sairá junto com o ar do aparelho diretamente para o ambiente. Ou seja, este passo é essencial e deve ser feito frequentemente. É mais comum no inverno que as pessoas fiquem doentes pela variação climática, não deixe sua saúde ainda mais exposta.

Se não fizer manutenções no inverno, terá problemas no verão! 

Grande parte das pessoas deixam este procedimento de lado no inverno e quando o verão chega – junto com a necessidade de refrigeração do ambiente para maior qualidade de vida – o aparelho está com problemas.

É comum! Muito tempo desligado e sem manutenções podem ocasionar problemas maiores na máquina. Com isso, a demanda por técnicos e conserto de ar condicionado aumenta consideravelmente.

Qual o problema disso? Preços muito maiores para fazer a manutenção e mais dias de espera para ter seu ar condicionado funcionando novamente. Alguns técnicos ficam até mesmo sem vagas.

Ficar sem este aparelho é impossível para muitos no calor, mas sem as manutenções necessárias, é possível que tenha que aprender a ficar sem ele quando mais precisa.

Como fazer a manutenção preventiva no inverno?

Fica evidente a importância da manutenção do ar condicionado mesmo no inverno e outono. Os riscos são grandes e devem ser levados a sério. A questão que resta é: como fazer?

Recomendamos que chame uma equipe especializada para fazer as revisões e possíveis consertos. Este aparelho contém diversas peças e qualquer erro pode piorar a situação.

Já a limpeza de ar condicionado, dá para fazer por conta própria. Claro que será mais superficial do que feita por profissionais, mas dá para manter a saúde das pessoas mesmo assim. Passe um pano com água morna no exterior e interior do ar condicionado.

Para limpar o filtro é mais delicado, dado que precisa retirar essa peça do aparelho e depois lavá-la com muito cuidado. Se sentir mais confortável, chame alguns profissionais e já faça todos os passos de uma vez: higienização do ar condicionado e revisão técnica.

Conheça o Grupo Clima

O Grupo Clima é uma empresa brasileira experiente e especializada em Infraestrutura, Instalação, Limpeza e manutenção de ar-condicionado. Contamos com uma equipe de profissionais especializados e com conhecimentos avançados para atuar com excelência em todas as etapas.

Entre em contato e saiba mais sobre a manutenção preventiva do ar condicionado. Não deixe este passo para depois!

Reduza o consumo de energia do seu ar condicionado com as manutenções!

Economia de ar condicionado: manutenção preventiva faz bem para seu bolso!

Manutenção preventiva é um procedimento fundamental para manter o bom funcionamento do ar condicionado. Embora seja tão importante, muitos proprietários não se preocupam com este passo e não cuidam de seus aparelhos frequentemente.

O que é um grande erro. Muitas dessas pessoas acreditam que fazer manutenção preventiva no ar condicionado não vale a pena, dado que será um gasto a mais e o aparelho está funcionando perfeitamente.

Neste momento, vale destacar dois pontos importantes: primeiramente, o intuito deste procedimento é evitar que problemas graves aconteçam com a máquina e manter a saúde das pessoas que usam o ar condicionado.

Em segundo – talvez o motivo que surpreende muitas pessoas – a manutenção preventiva proporciona economia aos donos de ar condicionado. Não será um custo a mais e sim, um a menos.

Como? Além de evitar gastos maiores com o conserto do aparelho em problemas mais sérios em seu funcionamento, ainda proporciona uma redução do uso de energia. Ou seja, a conta no final do mês será mais barata e agradável ao bolso.

Para entender como essa economia é possível, é preciso compreender quais são os procedimentos da manutenção preventiva e o que acontece com o aparelho caso este passo não seja feito.

Desta forma, explicaremos tudo que precisa saber sobre o tema para entender – e principalmente, se convencer – de que a manutenção preventiva de ar condicionado é importante e faz bem para seu bolso no final do mês.

Após compreender tudo isso, confira como fazer este procedimento com segurança. Acompanhe!

O que é manutenção preventiva e como este procedimento é econômico?

Manutenção preventiva de ar condicionado é um conjunto de técnicas que visam minimizar possíveis falhas e prolongar a vida útil deste aparelho. Afinal, é uma máquina custosa e que muitos consideram como um investimento.

O retorno é a qualidade de vida que o ar condicionado proporciona. Por isso, ninguém quer que este aparelho dure pouco, quebre facilmente ou dê muitos custos com conserto, concorda?

Para evitar todos estes problemas, a manutenção preventiva é a solução. Algumas das medidas deste procedimento são previamente programadas, outras podem ser feitas por você mesmo – caso prefira.

Manutenção preventiva de ar condicionado então, é um conjunto de medidas técnicas feitas periodicamente para revisar o funcionamento da máquina, consertar pequenas falhas para que não se tornem problemas maiores no futuro e preservar a saúde das pessoas.

O que é feito durante a manutenção preventiva?

São diversas medidas, como a limpeza do ar condicionado e da mangueira de drenagem, a higienização da bandeja de drenagem, verificação do encaixe das aletas, revisão dos contatos dos cabos elétricos no compressor e do sensor de temperatura (caso exista).

Também são feitos os ajustes dos parafusos do gabinete e identificação de falha nas bobinas e compressores. Estes são alguns exemplos das soluções que a manutenção preventiva oferece.

As medidas mais específicas e técnicas, precisam ser feitas por profissionais especializados. Isso porque, este aparelho conta com diversas peças e qualquer acidente ou encaixe errado delas pode impactar no seu funcionamento.

A limpeza do ar condicionado pode ser feita por você, se preferir. Um pano úmido com água morna na parte externa e interna da máquina é o suficiente para deixá-lo higienizado. Limpar o filtro também é muito importante e pode ser feito em casa, mas é mais delicado.

Então, se não se sentir confortável, chame uma equipe especializada. Mas, se meu aparelho está funcionando bem, por que devo fazer essa manutenção regularmente? Veja o que acontece se deixar este procedimento de lado.

Riscos de não fazer a manutenção preventiva: aumento do consumo de energia é um deles!

Algumas pequenas falhas deste aparelho podem passar despercebidas, o que é um grande perigo. Isso porque, com o tempo, estes problemas que eram pequenos e não afetam o funcionamento da máquina, podem se transformar em situações mais graves.

Com isso, é possível a baixa climatização do ar, refrigeração insuficiente, quebra de peças internas e até mesmo a pane do ar condicionado. O grande problema é que o custo para consertar essas falhas é muito maior do que o gasto com a manutenção preventiva.

Em alguns casos, o aparelho para de funcionar e não tem mais como consertá-lo. Terá que comprar outro. Outro risco é a saúde das pessoas. Com o passar do tempo, fungos, bactérias e vírus vão se acumulando no interior do ar condicionado.

Se o proprietário não fizer a limpeza adequada e regularmente da máquina, esses microrganismos se acumulam e com a saída de ar que o aparelho proporciona, eles serão “jogados” no ambiente.

Isso ocasiona doenças respiratórias, piora da asma e infecção por doenças contagiosas. Ou seja, a manutenção preventiva é uma solução também para a saúde.

Manutenção preventiva e consumo de energia elétrica

Algumas falhas que passam despercebidas forçam o ar condicionado e fazem mais força para refrigerar o ambiente. Então, precisará puxar mais energia para conseguir deixar o local com clima mais agradável.

As pessoas não percebem isso até que a conta de luz vem cara no final do mês. Poucas vezes ainda, os proprietários relacionam o aumento com o ar condicionado.

Outro ponto neste tópico é que o acúmulo de sujeira em algumas peças também pode ocasionar essa dificuldade para refrigerar, resultando no aumento do consumo de energia.

Então, a manutenção preventiva elimina todas essas pequenas falhas e consequentemente, deixa a máquina em perfeito estado para funcionar sem maiores esforços –  e reduz o consumo de energia.

Como fazer manutenção preventiva do ar condicionado?

Como vimos, este procedimento elimina diversos riscos. Por isso, sempre dizemos que é um passo fundamental. Fazer uma boa manutenção preventiva requer uma equipe especializada.

Somente assim, será um procedimento seguro e confiável. O Grupo Clima conta com profissionais extremamente capacitados e experientes para essa manutenção. Juntos, eliminaremos os riscos para sua saúde e mais gastos com a conta de energia no final do mês.

Entre em contato!

Boa qualidade do ar: limpeza do ar-condicionado é essencial

Boa qualidade do ar: limpeza do ar condicionado é essencial!

Você sabia que a qualidade do ar que respiramos afeta diretamente a nossa saúde? É verdade. Ainda mais quando estamos em ambientes internos onde não existe a circulação e renovação do ar.

O ar que vem da rua, por exemplo, está cheio de poluição e microorganismos maléficos ao bem-estar do ser humano. Ao respirarmos, todos esses componentes ruins passam pelas nossas narinas e vão para o nosso pulmão.

Órgão responsável por diversas funções, incluindo dar energia ao corpo. Fica evidente que a qualidade do ar, então, impacta muito a saúde das pessoas. As condições externas não dependem apenas de nós.

Claro, todos devem tomar cuidados para não poluir ainda mais o meio ambiente. Entretanto, a qualidade do ar das nossas casas e áreas de trabalho, podemos sim melhorar. Como? Um passo simples é abrir as janelas para ventilar o espaço.

Porém, ainda sim os elementos negativos terão contato com o organismo. Outra alternativa, bastante eficiente, é o ar condicionado. Ao contrário do que falam, este aparelho faz bem à saúde e pode ser usado regularmente.

O problema da qualidade de ar é constante no país e cuidar das condições internas dos ambientes em relação ao ar já virou lei. Isso porque, este fator impacta, principalmente, crianças, idosos e pessoas que já têm problemas respiratórios, como asma.

Por este motivo, este conteúdo abordará como o ar condicionado ajuda a manter a qualidade do ar boa e saudável às pessoas. Sabemos que comprar uma máquina como essa é um investimento, mas saúde é sempre nossa prioridade, concorda?

Saiba mais sobre o tema para evitar a proliferação de doenças respiratórias  dentro do seu lar ou ambiente de trabalho. Acompanhe e também entenda sobre manutenção preventiva de ar condicionado!

Qualidade do ar pode ser um perigo: entenda!

Muito se engana as pessoas que acreditam que ao entrar em casa, por exemplo, está livre da poluição. Na realidade, dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que a qualidade do ar de lugares fechados pode ser até 5 vezes pior do que o ar externo, das ruas.

Ou seja, talvez esteja correndo mais risco de doenças respiratórias dentro do próprio lar, do que fora. Este dado deixou muitas pessoas em alerta e agora, cuidar do ar interno dos ambientes é obrigatório, ainda mais em empresas.

Isso acontece porque o ar da rua entra em ambientes internos. Ao abrir as janelas da casa, por exemplo, a poluição adentra o espaço. Ao fechá-las, todos esses resíduos negativos somados aos elementos ruins que já estavam no local ficam presos dentro do lar.

Então, é por isso que ambientes fechados não fazem bem à saúde, pelo acúmulo de partículas – proporcionando a proliferação de doenças contagiosas, vírus e bactérias facilmente.

Espaços internos fechados causam diversos problemas. Especialistas ainda alertam que o convívio de pessoas em um mesmo local pode gerar dióxido de carbono (CO2). Substância que após algum tempo sem ventilação do ar, torna-se nociva à saúde.

Gerando cansaço, sonolência, queda na produção e dificuldades respiratórias às pessoas. Então, a regra número um para aumentar a qualidade do ar de um local é: permitir ventilação.

Como fazer isso sem deixar que o ar poluído das ruas entre na casa? Simples, com o uso do ar condicionado.

Como ar condicionado ajuda na qualidade do ar?

Muitos dizem que o uso do ar condicionado não faz bem à saúde, mas isso não é verdade. Este aparelho é muito benéfico não apenas para deixar o clima mais ameno, o que é um benefício e tanto em dias quentes.

O ar condicionado filtra o ar, o renova e devolve ao ambiente mais puro. Assim ventila constantemente o espaço para que o ar não fique “parado” – fator que proporciona até mesmo alergias.

Manter o clima agradável também ajuda na qualidade do ar. Quando está muito abafado, por exemplo, fica até mesmo difícil de respirar. O uso do ar condicionado então, é benéfico não apenas no verão, mas também no inverno.

Nesta estação, é comum que as pessoas fechem todas as saídas e ar para esquentar o espaço. E é neste ponto que mora o perigo do ar. Aposte nesses aparelhos!

Manutenção preventiva em ar condicionado é muito importante!

Para tantos benefícios, é preciso manter o ar condicionado funcionando bem. Para isso, a manutenção preventiva é fundamental. É um conjunto de medidas que visam consertar pequenas falhas, antes que um problema maior surja.

A limpeza e higienização do ar condicionado é uma das principais soluções. Por filtrar o ar, é comum  que o aparelho junte poeira e possíveis microrganismos ruins.

Limpar as peças da máquina é muito importante para mantê-la funcionando bem, já que sujeiras podem danificar algumas de suas funções. Além é claro, de evitar a proliferação dessas poeiras – o que pode prejudicar a saúde das pessoas.

Então, ter um ar condicionado é benéfico para a saúde. Entretanto, é preciso ter cuidado com o equipamento para mantê-lo funcionando bem e sendo um aliado das pessoas.

Para limpar, pode fazer em casa com água e um pano. É mais recomendado chamar uma empresa especializada na limpeza e higienização de ar condicionado. O serviço tem ótimo custo-benefício e como são profissionais atuando, não corre o risco de danificar ou mover alguma peça do aparelho.

Conheça o Grupo Clima

Grupo Clima é uma empresa especializada na manutenção preventiva de ar condicionado. Proporciona limpezas e higienizações com os melhores produtos e técnicas.

Garantimos um ar mais seguro e saudável para respirar. Entendemos como essa questão é importante. Entre em contato para mais informações.

limpeza do filtro de ar condicionado

Doenças respiratórias podem ser evitadas com a manutenção do ar condicionado: saiba mais!

Afinal, o uso do ar condicionado faz bem ou não para a saúde das pessoas? Essa é uma dúvida muito frequente neste segmento. Não dá para negar que esta máquina é o sonho de consumo de muitas famílias que ao pesquisarem sobre o tema, ficam receosas em comprá-la.

Isso porque, muito se fala sobre o uso constante do ar condicionado. Diversas pessoas acreditam que este equipamento faz mal à saúde e por isso, não deve ser usado. Hoje, iremos desvendar este mito.

Muitos especialistas indicam que, na verdade, o uso correto do ar condicionado ajuda a evitar doenças respiratórias por uma série de motivos. É verdade que esse equipamento pode causar alguns problemas nas pessoas.

Entretanto, o que pode causar doenças respiratórias é o mau uso do ar condicionado e não a máquina em si. Como a maioria dos especialistas indicam, este aparelho só traz benefícios ao dia a dia das pessoas.

Além de proporcionar maior bem-estar e conforto térmico, o ar condicionado é responsável por climatizar o ambiente, deixando o ar menos seco. Dessa forma, alguns sintomas de doenças respiratórias podem, inclusive, melhorar.

Fatores que melhoram a qualidade de vida das pessoas. Explicaremos mais sobre essa questão a seguir e, finalmente, indicaremos os motivos pelos quais o uso do ar condicionado não é maléfico.

Dessa forma, as famílias que o desejam tanto poderão comprá-lo sem maiores preocupações. Como dissemos, para fazer bem à saúde precisa ser utilizado da forma correta. Isso quer dizer: é preciso fazer manutenções preventivas.

O mais necessário é a higienização do aparelho – uma das medidas da manutenção preventiva. Acompanhe este conteúdo para saber também como usar o ar condicionado da melhor forma para evitar doenças respiratórias.

Quais os efeitos do ar condicionado na saúde humana?

Dentre as principais acusações sobre o ar condicionado é que o uso constante desse aparelho proporciona doenças respiratórias, em especial, alergias. Rinite e sinusite são as questões mais citadas.

Como dissemos, é possível que o aparelho cause sim essas condições. Mas não apenas pelo seu uso e sim pela falta de limpeza no seu interior. Como o ar condicionado faz a circulação do ar, é normal que junte poeira e microorganismos em suas peças.

De fato, são organismos maléficos para a nossa saúde respiratória. Mas, se o dono fizer as limpezas bem feitas e regularmente, este problema não acontecerá. Por isso dizemos que é uma questão de cuidado e não que a máquina é prejudicial.

Se usado corretamente, o ar condicionado traz mais benefícios do que apenas um ambiente com clima ameno. Este aparelho circula o ar, o que é benéfico, dado que o ar “parado” proliferam mais facilmente doenças contagiosas, vírus e bactérias.

Ainda filtra o ar e por funcionar apenas quando as janelas do ambiente estiverem fechadas, dificulta a entrada de poeiras e microrganismos maléficos.

Então, como manter o ar condicionado funcionando sempre bem para evitar esse tipo de situação? Fazendo as manutenções preventivas.

O que é manutenção preventiva de ar condicionado?

É um conjunto de soluções que visam detectar e consertar pequenas falhas do aparelho para evitar que o mesmo venha a apresentar problemas maiores no futuro. Dentre essas medidas estão a verificação do filtro e peças internas, mas não apenas isso.

A limpeza é uma das principais atividades, dado que este processo pode evitar até mesmo falhas mecânicas. Caso algo esteja emperrando o funcionamento de alguma peça, pode quebrá-la e se tornar um problema maior e mais custoso de ser consertado.

A limpeza do ar condicionado, então, é mais do que essencial e deve ser feita periodicamente. É possível fazer em casa com um pano e água, mas precisa ser bem feita.

Se não, o resultado não será tão satisfatório – assim como a segurança da saúde das pessoas. Para solucionar essa questão, também dá para chamar empresas especializadas na higienização de ar condicionado.

Esses profissionais usam os equipamentos e produtos necessários e mais profundos do que os que temos em casa. É recomendado porque o ar condicionado tem muitas peças e tirá-las do lugar ou danificá-las pode ser um problema.

Conheça o Grupo Clima 

O Grupo Clima é uma empresa especializada na manutenção preventiva e corretiva de ar condicionado. Entendemos que a higienização deste aparelho consegue prevenir reações alérgicas, que estão diretamente relacionadas com o acúmulo de sujeiras e poeiras dos aparelhos condicionadores de ar.

Por este motivo, oferecemos o serviço de limpeza e higienização de ar condicionado por profissionais extremamente qualificados e contam com uma vasta experiência para identificar a consertar possíveis problemas técnicos e de sujeira.

Cada modelo deste aparelho requer um tempo de higienização diferente, então, entre em contato para identificar de quanto em quanto tempo é preciso higienizar o seu. Se houver mais alguma dúvida sobre as manutenções do ar condicionado, também estamos à disposição.

Qual diferença entre limpeza e higienização de ar-condicionado?

Qual a diferença entre limpeza e higienização de ar-condicionado?

Ar condicionado é um item desejado por muitas pessoas. Ainda mais em determinadas regiões do Brasil, onde o calor é bastante intenso. Por ser um aparelho conhecido, existem muitos mitos sobre ele.

Um deles é que o uso constante do ar condicionado faz mal à saúde. Essa afirmação é equivocada, dado que na realidade, esta máquina traz tantos benefícios para o bem-estar de todos.

O que muitos não sabem e por isso se confundem, é que o ar condicionado precisa de limpezas constantes para ser 100% eficaz e benéfico. Caso contrário, pelo acúmulo de resíduos e sujeiras, pode sim afetar a saúde respiratória de quem o usufrui.

Então, a máquina não causa reações negativas e sim a falta de cuidado com ela. Neste tema ainda surge outra dúvida, alguns falam em limpeza de ar condicionado e outros em higienização. Estes dois termos se referem a mesma coisa?

Não! São técnicas diferentes com objetivos distintos. Entretanto, ambas devem ser feitas periodicamente para melhorar o desempenho deste aparelho e não causar problemas respiratórios.

Tanto o processo de limpeza quanto o de higienização do ar condicionado deve ser feito em todo o aparelho. Ou seja, é preciso acessar todas as peças da máquina. Esses passos evitam problemas no seu funcionamento também.

Muitos dos pequenos defeitos apresentados durante o uso frequente do ar condicionado, são causados pela falta de higienização e limpeza. Dois fatores que fazem parte de um grupo de medidas de prevenção.

Chamado de manutenção preventiva de ar condicionado, essas soluções são feitas periodicamente para garantir que o mesmo permaneça com o melhor desempenho possível.

Mais do que um passo para garantir a saúde das pessoas, também é uma medida econômica – dado que evita transtornos e falhas maiores que para serem consertadas levam tempo e são bastante custosas.

A seguir, veremos a diferença entre a higienização e limpeza do ar condicionado e como fazer estes dois processos. Se atente e não deixe esses passos para depois.

Higienização e limpeza de ar condicionado: qual a diferença?

Não só com estes aparelhos, mas o cuidado de limpar e higienizar todos os objetos e ambientes deve ser uma prioridade. Sim! Ambos os processos devem ser feitos regularmente, independentemente do local, móvel ou situação.

Isso porque, até mesmo o ar que respiramos contém alguns organismos maléficos para a saúde. O ar condicionado, por ter um fluxo muito grande de ar entrando e saindo do aparelho, pode reter diversas bactérias, resíduos, fungos e sujeiras.

Imagine tudo isso sendo jogado no ambiente em que está. Por isso, deixar a limpeza e higienização dos espaços e ar condicionado de lado é ter um descuido com a própria saúde e bem-estar.

Limpeza do ar condicionado: o que é?

Este processo é o mais conhecido e também bastante simples. Algumas pessoas chamam esse passo de lavagem, mas o método é o mesmo. Então, este passo se trata de algo mais superficial – mas ainda sim, extremamente importante.

A limpeza do ar condicionado pode ser feita com um pano, água e um produto de limpeza, se necessário. É comum que as pessoas usem detergente, desinfetante e outros itens.

Na lavagem do ar condicionado,  passar um pano com água por todas suas peças basta. Neste passo também acontece a retirada de resíduos maiores e poeira. É possível contratar uma empresa para fazer este serviço.

Por mais simples que seja limpar, o cuidado com as peças é fundamental para manter o ar condicionado funcionando bem. Desta forma, profissionais podem ajudar e muito.

Entenda o que é a higienização do ar condicionado e como fazer!

A higienização do ar condicionado é um processo mais profundo do que o anterior. Pode ser chamada também por sanitização ou desinfecção, é um dos métodos mais eficazes para manter a saúde das pessoas que usufruem deste aparelho.

Mas como dissemos, tanto a limpeza quanto a higienização devem ser feitas periodicamente. O mais recomendado é que limpe primeiro o aparelho, retirando as sujeiras mais visíveis e depois, o higienize para eliminar os micro-organismos que apenas processos mais intensos conseguem.

Este passo é responsável por eliminar micro-organismos vivos, como ácaros, fungos e bactérias que vivem no ar. São trazidos ao ar condicionado também pela  poluição das grandes cidades

E claro, são estes elementos que podem causar doenças e alergias respiratórias. A higienização pode ser feita de forma manual ou com auxílio de máquinas. O que mais difere nesse passo são os produtos usados, dado que estes precisam ser mais potentes.

É recomendado que este processo seja feito por profissionais. Assim como o tópico anterior, algumas empresas oferecem este serviço. É possível fazer por conta própria também, mas além do cuidado com as peças, a higienização precisa eliminar diversos elementos negativos.

Desta forma, para garantir segurança e qualidade do ar, precisa ser bem feita. Profissionais da área são capazes de aumentar a excelência deste passo.

Com uma equipe qualificada, o Grupo Clima, por exemplo, realiza a limpeza e higienização de forma rápida e eficaz. Garantindo segurança, confiança e mais conforto.

 

Meu ar-condicionado não liga! Qual o problema?

Meu ar-condicionado não liga, qual o problema?

Não podemos negar que ar condicionado é um investimento. São aparelhos custosos e quase que essenciais para o bem-estar nos dias de calor intenso. Ao comprar essa máquina, as pessoas desejam que ela funcione por muito tempo, concorda?

Imagine que após alguns meses de uso, de repente, o aparelho pare de ligar. Muitos entram em desespero achando que quebrou e precisarão comprar outro.  Entretanto, assim como diversas outras situações, esse problema pode ser resolvido com manutenções de ar condicionado.

Então, se este é o seu caso ou algo parecido esteja acontecendo, fique tranquilo (a). Pode ser que sim, seja um problema mais grave. Porém, geralmente são peças que apresentam pequenas falhas fáceis de serem resolvidas.

Claro que todos os fatores dependem da marca e qualidade do aparelho. O que afeta no funcionamento, mas muitos não se atentam é a instalação do ar condicionado. Procurar pelo profissional mais barato nesses momentos pode sair caro.

Além do manuseio do ar condicionado. Para manter um bom funcionamento, a máquina precisa ser usada de forma correta e seguindo as orientações do manual – que se diferem dependendo do modelo do aparelho.

Essa questão é importante para a maioria dos equipamentos eletrônicos e eletrodomésticos. Caso não sejam bem manuseados, uma hora ou outra apresentará algumas falhas – com o ar condicionado é a mesma coisa.

Apesar dessas variáveis, profissionais da área podem fazer a manutenção preventiva ou corretiva do aparelho para que o ar condicionado volte a ligar e funcionar perfeitamente. A técnica usada depende do tipo de dano, mas o resultado na grande maioria dos casos é satisfatório.

Entenda a seguir as possíveis causas desta falha e o que fazer para evitar que ela aconteça novamente. Para resolvê-las, será preciso de um técnico para te ajudar nessa situação, também explicaremos como encontrar bons profissionais na área.

Primeiramente, faça alguns testes!

Antes de qualquer coisa, é preciso fazer alguns testes para garantir que o defeito é realmente do ar condicionado. Às vezes pode ser problemas na rede elétrica, por exemplo. O primeiro parece óbvio, mas é essencial: confira as tomadas.

Não só para ver se estão ligadas perfeitamente, mas para identificar se a tomada ou o cabo do aparelho estão com mal contato. É uma falha comum, então é bom conferir. Caso esse seja o problema, chame um eletricista que consertará o problema do interruptor com facilidade.

Tente ligar o ar condicionado diretamente no aparelho. Muitas vezes, o controle remoto está com pilhas ruins, dão mal contato ou apenas pifaram – confundindo muitos donos que acreditam que o problema seja na máquina.

Caso os testes indiquem que tomadas e acessórios estão funcionando bem, a falha é no ar condicionado. Veja a seguir algumas causas para tentar identificar o que está acontecendo no seu aparelho.

Problema no fusível

O fusível serve como um proteção no ar condicionado. Assim como os disjuntores, essa peça tem a função de evitar a sobrecarga de energia no aparelho. Isso porque, para resfriar um ambiente, o consumo de energia é alto.

Caso a rede elétrica do local fique instável por um determinado período, o fusível pode queimar. Fator que gera algumas falhas, como o ligamento do ar condicionado ou sua capacidade de refrigeração.

É possível conferir se este é o problema com facilidade. O fusível tem um fio de metal reto que passa dentro dele. Nestes momentos, basta verificar se este fio está intacto. Caso contrário, se na realidade o fio estiver rompido, então o fusível queimou.

Esta peça fica localizada em diferentes locais dentro do aparelho dependendo do modelo. Procure pelo manual que facilmente a encontrará. Se este for o problema, será preciso trocar o fusível.

Não é algo custoso e tampouco trabalhoso. Com o auxílio de um bom profissional, este serviço será simples e eficaz.

Problemas no compressor

Esta peça funciona como o motor do ar condicionado. É o equipamento principal deste aparelho, responsável por ligá-lo, fazer a refrigeração ou esquentar o ambiente. Ou seja, sem ele, o funcionamento da  máquina está comprometido.

A falta de gás ou excesso deste componente, assim como problemas no compressor podem dar a sensação de que o ar condicionado não está funcionando. Para identificar é simples.

Se o aparelho parou de funcionar sem motivos aparentes ou não está sendo eficiente como deveria e a conta de luz aumentando, então provavelmente este é o problema.

Como resolver problemas no ar condicionado?

Como dissemos, por se tratar de um aparelho com diversas peças delicadas, o auxílio de profissionais é fundamental. Mais do que isso, precisam ser técnicos capacitados e especializados em manutenção corretiva de ar condicionado.

O Grupo Clima, empresa referência na manutenção de ar condicionado, oferece serviços de excelência e agilidade. São profissionais treinados, com muito conhecimento e experiência no assunto.

Com eles, é possível identificar a falha e consertá-la com confiança e transparência. Atributos que somente empresas especializadas na manutenção, instalação, na infraestrutura e limpeza de ar condicionado podem oferecer.